Sauna á vapor

Sauna á vapor

A sauna a vapor Impercap são compactas só no tamanho, perfeitas para uso residencial ou comercial. Todos nossos geradores de vapor são equipados com duplo estágio, proporcionando maior economia de energia.

Equipamento construído em aço inox em seu tanque interno, gabinete externo, resistências e boia para maior durabilidade.

Todos os equipamentos acompanham Kit básico de instalação:

  • 1 Manual;
  • 1 Painel de Comando Digital 5V;
  • 1 Protetor de Bulbo em aço Inox (utilizado para proteger o sensor do Painel de Comando Digital);
  • 1 Flexível 1/2" com trama de aço 40cm (para entrada de água);
  • 1 Mangote 1 1/4" de 7cm comprimento (somente para os Modelos: Gerador de Vapor Master e Master Profissional).

Sauna a vapor - Top Turbo

Sauna a vapor - Top Turbo

Cód.
Produto 

Potência
kW

Até m³

Medidas (cm)
Alt x Larg x Prof

Tensão

2~

3~

TP6

 6kW

 7,5 m³

33 x 45 x 14 cm

220V

220V/380V

TP9

 9kW

12,5 m³

33 x 45 x 14 cm

220V

220V/380V

TP12

12kW

 15 m³

33 x 45 x 14 cm

220V

220V/380V

Saída de vapor: 3/4"
Entrada de água: 1/2"
Dreno: 1/2"

Flexivel entrada de água
Bulbo painel digital
Painel comando digital

Sauna a Vapor - Master

Sauna a Vapor - Master

Cód.
Produto 

Potência
kW

Até m³

Medidas (cm)
Alt x Larg x Prof

Tensão
3~

MT14

14kW

21 m³

42 x 51 x 16 cm

220V/380V

MT16

16kW

26 m³

42 x 51 x 16 cm

220V/380V

MT18

18kW

32 m³

42 x 51 x 16 cm

220V/380V

Saída de vapor: 1 1/2"
Entrada de água: 1/2"
Dreno: 1/2"

Flexivel entrada de água
Painel comando digital
Mangote
Painel comando digital

Sauna a Vapor - Master Profissional

Sauna a Vapor - Master Profissional

Cód.
Produto 

Potência
kW

Até m³

Medidas (cm)
Alt x Larg x Prof

Tensão
3~

MP21

21kW

36 m³

48 x 54 x 25 cm

220V/380V

MP24

24kW

40 m³

48 x 54 x 25 cm

220V/380V

MP27

27kW

50 m³

48 x 54 x 25 cm

220V/380V

Saída de vapor: 1 1/2"
Entrada de água: 1/2"
Dreno: 1/2"

Flexivel entrada de água
Painel comando digital
Mangote
Painel comando digital

Manual de Instalação da Sauna a Vapor

Sauna à vapor
Sauna à vapor 2

Características do Ambiente

É necessário que o teto tenha uma inclinação no sentido contrário aos bancos de 20% a 30%, ralo na parte interna de sua sauna a vapor; os bancos nas dimensões: 40cm de alt. X 50cm de largura (assento); na parte mais alta do ambiente respiro com diâmetro de 1" a 1.1/2" (variando de acordo com o tamanho da sauna).

Orientação para Preparo do Ambiente

  1. Preparar a parede com chapisco utilizando: 02 (duas) porções de areia grossa, 01 (uma de cimento). Após 24 horas, aplicar a massa com vermiculita.
  2. Preparo da Vermiculita: 05 (cinco) partes de vermiculita granulada fina, para 02 (duas) partes de cimento, 01 (um) copo 300ml de Vedalit. Colocar água até formar uma massa homogênea. Lançar essa massa nas paredes, forros e bancos com espessura mínima de 3 cm.
  3. Utilizar revestimento cerâmico PI 4 ou PI 5, nas paredes e teto, podendo ser utilizado revestimento antiderrapante no piso e nos bancos, evitando acidentes com usuários.

Detalhe Importante:

  1. Utilizar uma porta com insolação térmica e visor, com abertura para o lado externo, e as luminárias deverão ser blindadas com lâmpadas fluorescentes.
  2. Instale uma ducha para banho de contraste, do lado externo da sauna, com distância aproximada de 2 a 3 metrôs do ambiente.

Observação 1: No caso de ter janela panorâmica com vidro no ambiente vale lembrar que deverá ser utilizado vidro temperado termo acústico com argônio ou vidro duplo com câmara de ar.

Se optar por um vidro simples, ou seja, com uma única folha, recomenda-se que o mesmo seja temperado e deverá ser utilizado para cada 1mt² quadrado de vidro, 800w a mais, conforme exemplo:

Exemplo: Vidro medindo 2 metros x 2 metros = 4 metros x 800W = 3.200kW, se você precisar de 9kW, teria que colocar uma máquina de 14kW.

Observação 2: Quando o ambiente é construído com revestimento em mármore, existe um agravante!

O mesmo é um absorvente natural de calor. Esta propriedade física exige o dobro de potência para aquecer as paredes do ambiente. Por isso, o equipamento de sauna a ser utilizado requer o dobro da sua potência.

Exemplo simplificado:

Se você tem uma máquina de 9kW, deve dobrar a potência da mesma.

Exemplo: 9kW x 9kW = 18kW máquina a ser utilizada.

Dicas para Boa Conservação da Sauna

É importante que a instalação do equipamento seja feita sempre do lado externo da sauna, podendo ser no pavimento inferior ou superior, até 5 metros de distância do ambiente.

Após banho de sauna, deixá-la aberta para circulação do ar. Para higienização do ambiente, é necessário misturar 01 litro de água sanitária para 05 litros de água, após o uso.

Reservar um ambiente próximo para área de descanso.

Orientação de Instalação do Gerador de Vapor Elétrico

Detalhes manual da sauna a vapor
Sauna a vapor
Compacta e Moderna

Pode ser instalada até 5 metros de distância do ambiente (sem sifonar a tubulação), ou ainda ser fixada na parede por meio de mão francesa.

Comando do painel digital

Faça um recorte na parede (lado externo da sauna) com altura de 1,5 metros seguindo as medidas do painel e por último encaixando o painel de comando.

Passar somente a haste do bulbo capilar para a parte interna da sauna.

OBSERVAÇÃO: Calafetar a perfuração onde é passado o bulbo para evitar que a umidade entre no painel (Exemplo: silicone).

Para sua maior comodidade e segurança os aparelhos da Impercap Saunas são desenvolvidos com um dispositivo de segurança, fazendo com que a máquina não funcione sem o fio terra e nem sem água.

Para melhor conservação da máquina é aconselhável fazer drenagem a cada 04 (quatro) sessões.

Comando digital 2.0


  1. Tecla Liga/Des.: Liga ou Desliga o equipamento.
  2. Tecla: diminui a temperatura.
  3. Tecla: aumenta a temperatura.
  4. Display: indicador de temperatura.
  5. Fiação 0,30mm: 2 fios nas cores: vermelho e preto (saindo do painel) para ser ligados nos fios do equipamento.
  6. 1 metro de Bulbo capilar (sensor do painel): Medidor de temperatura do ambiente, deixa-lo suspenso dentro do ambiente, calafetar o furo para que não entre vapor dentro do painel de comando.
Detalhes do painel digital a vapor

Painel de Comando (Modelo Antigo - 4 Fios)

  1. Display: indicador de temperatura.
  2. Tecla: aumenta a temperatura.
  3. Tecla: diminui a temperatura.
  4. Tecla Liga/Des.: Liga ou Desliga o equipamento.
  5. Fiação 0,30mm: 4 fios nas cores: vermelho, preto, amarelo e azul (saindo do painel) para ser ligados nos fios do equipamento.
  6. 1 metro de Bulbo capilar (sensor do painel): Medidor de temperatura do ambiente, deixa-lo suspenso dentro do ambiente, calafetar o furo para que não entre vapor dentro do painel de comando.

Medidas do Painel de Comando Gerador de Vapor

PAINEL DIGITAL: 12,5 cm de altura X 12,5 cm de largura X 3,5cm de profundidade.

OBSERVAÇÃO: O painel de comando não podem ser instalado no tempo, nem no interior da sauna e sim em um local seco e protegido, evitando-se áreas úmidas e a exposição direta à luz do sol, chuva e/ou outras fontes de calor. O não cumprimento desta informação acarretará na perda de garantia.

Esquema de Instalação e Funcionamento da Sauna a Vapor

Parte Elétrica

  1. Observe se o(s) disjuntor(es) está(ão) com a amperagem adequada para o equipamento, se estão bem apertados, evitando fuga de corrente e que o mesmo desarme.

    RECOMENDAMOS QUE OS DISJUNTORES FIQUEM DESLIGADOS NO PERÍODO EM QUE A SAUNA NÃO ESTIVER EM FUNCIONAMENTO.

  2. A IMPERCAP SAUNAS RECOMENDA QUE SE A SAUNA FICAR POR UM PERIODO MUITO LONGO DESLIGADO (4 A 10 DIAS), QUE APÓS SEJA DESLIGADO NO DISJUNTOR PARA EVITAR POSSIVEIS ACIDENTES TAIS COMO: RAIOS, TENSÃO E SUBTENSÃO DA REDE ELÉTRICA EVITANDO DANOS NO EQUIPAMENTO.

  3. Bitola de fiação adequada, com emendas bem feitas e bem isoladas.
  4. Ligação de fiação do painel de comando com a máquina: os fios terão que ser emendados com sua respectiva cor, ou seja: amarelo com amarelo, vermelho com vermelho, sucessivamente... conectando todos.
    Caso o local trabalhe com sistema DR, a máquina tem que ser aterrada com o neutro.
  5. LEMBRE-SE: O EQUIPAMENTO NÃO LIGA SEM ATERRAMENTO.

Parte Hidráulica

  1. Conectar o flexível na entrada de água de 1/2" na parede, deixar escoar por 10 minutos aproximadamente para a limpeza da tubulação, escoando detritos como: teflon, areia, restos de rejunte que podem se encontrar na tubulação. Verificar se a porca giratória está com o anel de vedação. Fazer a conexão sem torcer nem dobrar o flexível.
    * PRESSÃO MÁXIMA 08 BAR À TEMPERATURA 25ºC E PRESSÃO MÁXIMA 04 BAR À TEMPERATURA DE 80ºC.
  2. A tubulação de saída do vapor que levará a vaporização até o ambiente da sauna deve ser de cobre, obedecendo o mesmo diâmetro da saída de vapor da máquina, sem sanfonar a tubulação.
  3. A água deve ser de boa qualidade, se provier de poço deve-se usar um filtro de passagem antes da entrada da água no equipamento.

Drenagem do Equipamento

Antes de iniciar o processo de drenagem do equipamento. Feche o registro de água!

Abra o dreno e aguarde até que esgote o reservatório.

Feche o dreno e abra o registro de água.

Repita duas vezes o procedimento.

Atenção: A cada 4 sessões de uso da sauna fazer a drenagem para a melhor conservação do equipamento.

Ligação e Uso do Equipamento / Painel de Comando:

Aperte o botão LIGA-DESLIGA, o botão acenderá.

Painel Digital: Aperte o botão liga-desliga, o visor acenderá e automaticamente o equipamento atingirá a temperatura programada de fábrica, sendo que o usuário pode aumentar ou diminuir a temperatura conforme desejar, pressione a tecla para cima para aumentar e para baixo para diminuir.

Para desligar: Aperte o botão LIGA-DESLIGA novamente e o botão se apagará.

Tabela Técnica Elétrica

Observação: Colocar mais um cabo de 4mm para aterramento.

Tabela Técnica Gerador de Vapor Elétrico / Sauna Úmida

  Volume em m³   Potência em kW
220V 2~
  Amperagem   Cabo de Alimentação   Disjuntor
  7,5 m³   6 kW   27 A   02 fios de 06 mm²   32 A
  12,5 m³  9 kW   41 A   02 fios de 10 mm²   50 A
 15 m³   12 kW   55 A   02 fios de16 mm²   70 A
  21 m³   14 kW   63 A   02 fios de 16 mm²   80 A
  26 m³   16 kW   72 A   02 fios de 16 mm²   80 A
  Volume em m³   Potência em kW
220V 3~
  Amperagem   Cabo de Alimentação   Disjuntor
  7,5 m³   6 kW   16 A   03 fios de 04 mm²   25 A
  12,5 m³   9 kW   24 A   03 fios de 06 mm²   32 A
  15 m³   12 kW   32 A   03 fios de 10 mm²   40 A
  21 m³   14 kW   38 A   03 fios de 10 mm²   50 A
  26 m³   16 kW   43 A   03 fios de 10 mm²   50 A
  32 m³   18 kW   48 A   03 fios de 16 mm²   63 A
  36 m³   21 kW   56 A   03 fios de 16 mm²   70 A
  40 m³   24 kW   64 A   03 fios de 25 mm²   80 A
  50 m³   27 kW   71 A   03 fios de 25 mm²   100 A
  Volume em m³   Potência em kW
220V 1~
  Amperagem   Cabo de Alimentação   Disjuntor
  7,5 m³   6 kW   27 A   01 fios de 06 mm²   32 A
  12,5 m³   9 kW   41 A   01 fios de 10 mm²   50 A
  15 m³   12 kW   55 A   01 fios de 16 mm²   70 A
  Volume em m³   Potência em kW
380V 3~
  Amperagem   Cabo de Alimentação   Disjuntor
  7,5 m³   6 kW   10 A   03 fios de 2,5 mm²   16 A
  12,5 m³   9 kW   14A   03 fios de 2,5 mm²   20 A
  15 m³   12 kW   19 A   03 fios de 4 mm²   25 A
  21 m³   14 kW   22 A   03 fios de 6 mm²   32 A
  26 m³   16 kW   25 A   03 fios de 6 mm²   32 A
  32 m³   18 kW   28 A   03 fios de 10 mm²   40 A
  36 m³   21 kW   33 A   03 fios de 10 mm²   40 A
  40 m³   24 kW   37 A   03 fios de 10 mm²   50
  50m³   27 kW   42 A   03 fios de 10 mm²   63 A

A tabela só é válida para ambientes construídos conforme orientações técnicas contidas no tópico "Orientações para Construção de Ambiente de Sauna Úmida". Caso seja feito com janelas de vidro ou portas fora do padrão ou revestidas de mármore ou outro material, terá que ser dobrada a potência do equipamento.

Forma correta de calcular:

De acordo com a NBR 5410 - Instalações elétricas de baixa tensão, em circuitos terminais a queda de tensão deve ser abaixo de 4%, mas circuitos com alta corrente de partida podem ter quedas de tensão maiores, desde que definido pelo fabricante do produto.

Para 30 metros

Potência em kW 220V 1~ ou 220V 2~ (até 30 metros do quadro)
Amperagem Cabo de alimentação Disjuntor
  6 kW 27 A   02 fios de 6 mm² 35 A
  9 kW 41 A 02 fios de 10 mm² 50 A
12 kW 55 A 02 fios de 16 mm² 70 A

Para Condutos não-magnéticos (eletroduto de plástico):

6mm queda 2,22% de queda de tensão para 30 mts
10mm queda 2,02% de queda de tensão para 30 mts
16mm queda 1,74% de queda de tensão para 30 mts

Para Condutos magnéticos (eletroduto de metálico):

6mm queda 1,93% de queda de tensão para 30 mts
10mm queda 1,77% de queda de tensão para 30 mts
16mm queda 1,52% de queda de tensão para 30 mts

Até 60 metros

Potência em kW 220V 1~ ou 2~ (até 60 metros do quadro)
Amperagem Cabo de Alimentação Disjuntor
  6 kW 27 A 02 fios de 10 mm² 35 A
  9 kW 41 A 02 fios de 16 mm² 50 A
12 kW 55 A 02 fios de 25 mm² 70 A

Cálculos para 60metros não-magnéticos (eletroduto de plástico):

6mm queda 4,44% -> Utilizando 10mm 2,67% de queda de tensão para 60 mts
10mm queda 4,06% ->Utilizando 16mm 2,59% de queda de tensão para 60 mts
16mm queda 3,48% -> Utilizando 25mm 2,27% de queda de tensão para 60 mts

Para Condutos magnéticos (eletroduto de metálico):

6 mm queda 2,60% de queda de tensão para 60 mts
10mm queda 2,33% de queda de tensão para 60 mts
16mm queda 2,27% de queda de tensão para 60 mts
25mm queda 2,00% de queda de tensão para 60 mts

Até 120 metros

Potência em kW 220V 1~ ou 2~ (até 120 metros do quadro)
Amperagem Cabo de Alimentação Disjuntor
6 kW 27 A 02 fios de 16 mm² 35 A
9 kW 41 A 02 fios de 25 mm² 50 A
12 kW 55 A 02 fios de 35 mm² 70 A

Para Condutos não-magnéticos (eletroduto de plástico):

6 mm 5,99% -> Utilizando 10mm 3,6% de queda de tensão para 120 mts
10mm queda 5,35% -> Utilizando 16mm 3,4% de queda de tensão para 120 mts
16mm queda 5,19% ->Utilizando 25mm 3,38% de queda de tensão para 120 mts
25mm queda 4,53% -> Utilizando 35mm 3,36% de queda de tensão para 120 mts

Para Condutos magnéticos (eletroduto de metálico):

10mm queda 3,15% de queda de tensão para 120 mts
16mm queda 2,99% de queda de tensão para 120 mts
25mm queda 2,97% de queda de tensão para 120 mts
35mm queda 2,94% de queda de tensão para 120 mts

Tabela Técnica Hidráulica

Tabela Técnica Hidráulica

  Modelo   (A) Saída de Vapor   (B) Entrada de Água   (C) Dreno
  Top Turbo   3/4"   1/2"   1/2"
  Master   1 1/2"   1/2"   1/2"
  Master Profissional   1 1/2"   1/2"   1/2"
ATENÇÃO:

NÃO REDUZIR A BITOLA DA SAÍDA DE VAPOR, PODENDO SIM SER AUMENTADA, MAIS NUNCA REDUZIDA!
NÃO FAZER A SOLDA DIRETAMENTE NO CANO DE VAPOR DO EQUIPAMENTO, PODE SER USADA UMA UNIÃO DE COBRE PARA O ENCAIXE DO CANO.

Medidas dos Equipamentos

Medidas dos Equipamentos

  Modelo   (A) Altura do Ø 
  eixo do vapo
  (B) Altura do Ø
  eixo entr.água
  (C) Altura do Ø
  eixo dreno
  (D) Altura 
  cm
  (E) Largura
  cm
  (F)
  Profundidade
  cm
  Top Turbo   Ø 28 cm   Ø 24,5 cm   Ø 6 cm   33 cm   45 cm   14 cm
  Master   Ø 36 cm   Ø 28 cm   Ø 8 cm   42 cm   51 cm   16 cm
  Master Profissional   Ø 40,5 cm   Ø 32,5 cm   Ø 6 cm   48 cm   54 cm   25 cm
Detalhes do manual
Instalador

Tabela de Rendimento - Massa de Vapor

Rendimento da Massa de Vapor

  Potência kW   KJ/hora   Kg/hora (vapor)   Rendimento 80%
  6 kW   21,6   33   26 kg/hora
  9 kW   32,4   49   39 kg/hora
  12 kW   43,2   66   52 kg/hora
  14 kW   50,4   77   61 kg/hora
  16 kW   57,6   88   70 kg/hora
  18 kW   64,8   99   79 kg/hora
  21 kW   75,6   116   92 kg/hora
  24 kW   86,4   132   105 kg/hora
  27 kW   97,2   149   119 kg/hora

Falta de vapor no ambiente de sauna

Esse fator não interfere e não impede as funções do banho de sauna.

Como entender os seus efeitos e causas deste fenômeno.

Estudo da Impercap Saunas comprova ao longo dos anos que, as propriedades físicas da água colaboram ou não com o principio de ter vapor ou não dentro da sauna.

Água dura, água pobre de minerais ou mesmo água com ph elevado é comum acima de 30° começar a perder o efeito de vapor denso, ou seja, começa o processo de saturação no ambiente.

Exemplo: Este fenomeno acontece quando as represas Billings e Guarapiranga estão cheias de algas.

Resumo

A sauna chega à temperatura sem vapor denso dentro da sauna, mais a temperatura ambiente está elevada e ficam as paredes e revestimento vertendo água como se tivesse brotando do revestimento, mas o vapor denso deixa de existir.

Solução para amenizar ou resolver o problema:

Uso de lâmpada amarela, fazer um furo na parte mais alta do teto da sauna.

Obs. A porta deve ter uma fresta na parte de baixo de 1 cm a 1,5 cm para ajudar a oxigenação do ambiente , a falta de oxigênio ajuda a saturar e colabora com esta deficiência.

Se tiver poço artesiano onde a água for pesada com alto teor de enxofre , ferro e manganês recomendas-se que mude para um outro tipo de água.

Se a sua fonte de água for mineral, poço caipira , artesiano ou mina de água, saiba que estas fontes podem mudar ate 6x no ano as suas propriedades químicas , podendo em uma desta fases ocorrer o fenômeno, é natural.

O vapor de Água é transparente!

Falta de vapor na sauna

   

Temos vapor de água quando as moléculas de água não estão ligadas umas às outras e a água está no estado gasoso. Moléculas de água podem adquirir este estado gasoso à temperatura ambiente, liberando-se de corpos de água e difundindo-se no ar. Acima da temperatura de 100°C, ao nível do mar (pressão de 1 atmosférica) a água encontra-se no estado gasoso.

Assim, aquecendo a água até esta temperatura, podemos gerar uma grande quantidade de vapor de água. Quando temos somente água no estado gasoso, chamamos de vapor seco. O vapor seco é um gás transparente.

O que acontece então quando vemos sair da boca de uma chaleira ou de um gerador de vapor uma névoa branca? Este é o que chamamos de vapor úmido. O vapor úmido se forma na mistura de vapor seco com o ar atmosférico, quando a umidade relativa do ar é próxima de 100%. E é composto de minúsculas gotículas de água suspensas no ar, ou seja, água líquida dispersa no ar. Assim também são as nuvens e a neblina. Se observarmos atentamente o vapor que sai o bico de uma chaleira, vemos que imediatamente após sair do bico o vapor é transparente. Ao se afastar e misturar-se com o ar, a sua temperatura abaixa e o vapor seco se condensa em minúsculas gotículas, formando o vapor úmido. Mais afastado ainda do bico, as gotículas dispersam-se ainda mais e a concentração de água no ar, a chamada umidade relativa do ar, diminui e as gotículas transformam-se novamente em gás, deixando de serem visíveis.

Como vimos se teremos vapor úmido ou seco depende das condições atmosféricas como temperatura, pressão e umidade relativa do ar. Em dias quentes, dificilmente veremos neblina, mesmo que a umidade relativa do ar esteja alta, enquanto que em dias mais frios, se a umidade relativa estiver alta teremos neblina.

Da mesma forma, dentro de uma sauna a vapor, podemos ter vapor seco ou úmido, dependendo das condições atmosféricas, de tal modo que nem sempre podemos considerar somente a quantidade de vapor úmido, e, portanto visível, como um indicador da umidade relativa do ambiente. É comum a percepção de que em certos dias a sauna “não funciona” porque temos pequena quantidade de vapor úmido.

Prof.Dr. Valmir Fadel
Depto de Física
IBILCE-UNESP
São José do Rio Preto - SP

Termo de Garantia

A Impercap Saunas agradece pela preferência e certifica estar entregando um equipamento em perfeitas condições de uso, proporcionando garantia contra qualquer defeito de fabricação ou material por 01 ano, contando a partir da data de aquisição, mediante a apresentação da Nota Fiscal de compra emitida pelos nossos distribuidores.

Para execução da garantia, o equipamento deverá ser encaminhado à nossa Fábrica, Assistência Técnica Autorizada ou nossos Revendedores, para que possa ser feito exame técnico, revelando a existência de defeitos de material ou fabricação. Corre por conta do comprador possíveis despesas de frete, embalagem e seguro.

Esta garantia será anulada caso o equipamento seja entregue para consertos a pessoas não autorizadas. Fica fora deste termo, se constatado mau uso ou danos provocados por acidentes, instalações fora das orientações técnicas descritas no manual, ou por força da natureza maior ex: (incêndios, tensão, descargas elétricas por raios e danos no transporte).

Esta garantia somente terá validade mediante apresentação da Nota Fiscal de compra emitida contra o comprador inicial, juntamente com este Termo de Garantia.

Reservamo-nos o direito de promover alterações nos equipamentos sem prévio aviso ao usuário.